Orçamento Participativo

OP Funchal 2016 reforça a aposta na Democracia Participativa

13116197_1348107555204284_4963775841722513010_o

A 2ª edição do Orçamento Participativo Funchal foi apresentada pelo Presidente Paulo Cafôfo, que lembrou o sucesso da edição inaugural e deixou clara a aposta para este ano: “haverá mais verba, mais encontros e mais juntas de freguesia envolvidas.”

Paulo Cafôfo defendeu que o OP é a prova de que “a democracia está viva desde que se criem condições para que as pessoas possam participar” e que, por isso, a Câmara Municipal soube interpretar os sinais dos cidadãos, reforçando o orçamento da iniciativa para “meio milhão de euros em 2016”, um valor que não pode deixar ninguém indiferente, e que representa quase o dobro da verba disponível em 2014/15.

O edil funchalense acrescentou que este ano serão 6 as Juntas de Freguesia a ter orçamentos participativos próprios (São Martinho, São Gonçalo, São Pedro, Sta. Maria Maior, Imaculado Coração de Maria e Sto. António), quando no ano passado apenas uma tinha avançado. Serão 10 os encontros:

1 – Centro Cívico de S. Martinho (10 de Maio)
2 – Centro Cívico de Sto. António (12 de Maio)
3 – Escola Secundária Jaime Moniz (17 de Maio)
4 – Junta de Freguesia de S. Gonçalo (19 de Maio)
5 – Colégio do Infante – Monte (24 de Maio)
6 – Centro Cívico de Sta. Maria Maior (25 de Maio)
7 – Escola da APEL (31 de Maio)
8 – Escola Básica dos 2º e 3º Ciclos Dr. Eduardo Brazão de Castro (2 de Junho)
9 – Junta de Freguesia de S. Pedro (7 de Junho)
10 – Câmara Municipal do Funchal (9 de Junho)

Paulo Cafôfo rematou lembrando que a “1ª edição do OP só estará finalizada quando todas as suas obras estiverem inauguradas”, e que, nesse capítulo, a autarquia continua dentro dos prazos assumidos e confiante de que os cumprirá. A Praia Inclusiva já foi inaugurada no Verão e “outros três projetos estão em fase de concurso público, que é o caso do Skatepark do Funchal, da Ampliação do Ginásio de S. Martinho e do Cemitério para Animais”.